Relevância do diagnóstico e tratamento da infecção do trato urinário em gestantes: uma revisão da literatura

Fabrícia Almeida Fernandes, Caline Novais Teixeira Oliveira, Cláudio Lima Souza, Márcio Vasconcelos Oliveira

Resumo


Infecção do trato urinário – ITU é enquadrada como a forma mais comum de infecção bacteriana durante a gestação e, que pode gerar impactos para o binômio mãe-filho assim como para a sociedade e para o nosso sistema de saúde. A ocorrência de ITU na gravidez pode implicar em complicações de grande monta, estando associada à morbimortalidade materna e perinatal.Nesse contexto, é importante realizar durante o acompanhamento pré natal vigilância acerca da ocorrência de ITU por meio da associação de dados clínicos e dados laboratoriais. O presente estudo trata-se de uma revisão com caráter exploratório por meio de uma pesquisa bibliográfica, que pretende destacar a importância do diagnóstico precoce e condutas terapêuticas para ITU, capazes de evitar o comprometimento da saúde materna e fetal. Para isso, foi realizada ampla pesquisa nas bases de dados MEDLINE, LILACS, IBECS, Biblioteca Cochrane, SciELO e PubMed, sendo inclusos na revisão artigos que abordaram o diagnóstico e tratamento da infecção urinária na gravidez, publicados em inglês, português ou espanhol entre os anos de 2004 a 2014, totalizando 28 artigos. Na presente revisão, a ITU em gestantes foi amplamente apontada como fator importante na ocorrência de morbidades maternas e fetais, evidenciando a importância da triagem de bacteriúria assintomática. A urocultura continua sendo considerada como exame padrão ouro para o diagnóstico, mas em muitos casos o sumário de urina é importante para nortear condutas rápidas e eficazes. A maioria dos estudos apontaram Escherichia coli como o principal causador de ITU, estando associada à cerca de 70% a 80% dos casos. O elenco terapêutico escolhido nos diferentes locais é construído de acordo ao perfil de sensibilidade dos microorganismos, observando o fato de terem inocuidade comprovada para o feto. Também foi possível perceber que grande parte das bacteriúrias assintomáticas tendem a evoluir para ITU mais grave podendo associar-se a diversas complicações maternas e fetais – segundo a presente revisão, essa forma de infecção deve ser identificada e tratada com precocidade.


Palavras-chave


Infecções Urinárias. Gravidez. Diagnóstico. Tratamento.

Texto completo: PDF

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

ISSN 1984-4271

Ciência & Desenvolvimento está indexada nas seguintes Bases:

LATINDEX (Sistema Regional de Información en línea para revistas científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal).

DOAJ (Diretory of Open Access Journals).

RCAAP (Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal).

SUMÁRIOS.ORG (Sumários de Revistas Brasileiras).

DRJI (Directory Of Research Journal Indexing)